Preparando 2020 com as escolas parceiras na Bahia e no Rio de Janeiro

Os últimos dias foram de muito e bom trabalho com nossos parceiros privados na Bahia e no Rio de Janeiro. Nossas supervisoras pedagógicas Selma Meirelles e Silnéia Chiquetto, responsáveis pelo atendimento às escolas privadas nesses Estados, visitaram várias escolas para avaliar o trabalho deste ano e preparar o caminho para as ações das parcerias em 2020.

Bahia – A supervisora pedagógica Selma Meirelles, responsável pela coordenação do atendimento na Bahia, visitou cinco escolas parceiras Opet Soluções Educacionais em Salvador e uma em Serrinha, município localizado a 170 km da capital baiana. Em Salvador, ela esteve no Colégio Evolução, no Centro Educacional Avante, no Centro Educacional Gabriela, na Escola Arca de Noé e no Centro Educacional Paraíso (em Lauro de Freitas, município vizinho à capital). Em Serrinha, Selma se reuniu com a equipe do Colégio Delta.

“Em cada encontro, pudemos ter um feedback do trabalho realizado no ano de 2019, com reflexões e escuta”, explica Selma Meirelles. “Nesses momentos, também fizemos o alinhamento das ações para 2020, com foco na personalização cada vez maior do atendimento.” Em relação ao ano de 2020, já está sendo planejado o calendário de formações e atendimento, assim como a preparação para o trabalho com a nova plataforma digital.

Rio de Janeiro – No Estado do Rio de Janeiro, foram feitas reuniões com as equipes de gestão de seis escolas parceiras Opet Soluções Educacionais. O trabalho envolveu o Jardim Escola Beija-Flor, o Centro Educacional Integrado Arvoredo, o Colégio São Fabiano, a Escola Educandário Luz do Saber, o Centro Educacional Viannay e o Colégio Batista Nova Betânia.

“É muito bom trabalhar com esses parceiros no Rio de Janeiro. Cada uma das instituições é muito atuante e nos representa muito bem”, observa a supervisora Silnéia Chiquetto. As reuniões com os gestores, explica, serviram para concluir o ano e planejar as próximas ações.

“Ao mesmo tempo, pudemos conversar sobre as novidades para 2020 em relação ao material, às formações pedagógicas e à plataforma digital que a Editora Opet está desenvolvendo.” No caso das formações, os parceiros demonstraram muito interesse pela modalidade online. “Eu acredito que já no primeiro semestre poderemos oferecer as formações online, que agradam muito porque atendem as escolas parceiras em suas especificidades, em especial os professores de área no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio.”

Silnéia também destacou o sucesso da formação regional realizada com as escolas parceiras Opet fluminenses, que também poderá acontecer em 2020. “O retorno foi muito bom. Em 2020, como estamos ampliando a nossa presença no Rio de Janeiro, a formação poderá contar com um número ainda maior de participantes. Isso, além do atendimento continuado feito pela equipe pedagógica.”

Expectativas – O Centro Educacional Viannay, de São João de Meriti, é parceiro da Editora há um ano. Seu coordenador pedagógico, o professor Jonas Andrade, está satisfeito com o trabalho. “Conseguimos evoluir na área educacional. Através do trabalho com o sistema de ensino, conseguirmos sair da monotonia e aprendemos que, muitas vezes, precisamos aceitar as mudanças. Estamos super felizes!”.

Com base no andamento da parceria em 2019, Jonas acredita que o ano que vem será de muito sucesso. “Esperamos que 2020 seja ainda melhor. Nossa equipe está motivada para os diferenciais que o sistema de ensino nos proporciona em relação às experiências. Vai ser, com certeza, um ano de sucesso juntos com vocês.”

A diretora e mantenedora e mantenedora do Centro Educacional Integrado Arvoredo, Lucia Helena Perdigão de Medeiros, voltou a trabalhar com a Editora Opet em 2019. “Foi uma grande aquisição para a nossa instituição usar os materiais Opet. Retornei e amei!”, sintetiza. Segundo ela, os grandes diferenciais da parceria são a atenção, o carinho e o respeito com que a Editora trata com as escolas, independentemente de seu tamanho. “Outro ponto forte neste ano foi o Seminário Nacional de Gestores de Escolas Conveniadas Opet, de que participamos em Curitiba. Foi maravilhoso participar!”, observa.

 

 

Pedagógico OPET: Uma formação para “TIRAR DA FÔRMA”

A semana que passou foi intensa e de muitas descobertas para a equipe da gerência pedagógica da Editora Opet. Focando no planejamento e no trabalho com os parceiros no ano de 2020, os formadores e supervisores pedagógicos participaram de um trabalho diferente. “Foi uma formação pedagógica para ‘tirar a equipe da fôrma'”, explica a gerente pedagógica Cliciane Elen.

“Isso significa que, em todos os dias, buscamos conhecer e nos aprofundar em novas metodologias e em novos caminhos para o trabalho que realizamos com os professores. E examinamos como isso pode ser aplicado aos nossos planejamentos e ao nosso fazer pedagógico.”

Tudo, observa Cliciane, com foco na melhoria do processo de ensino e aprendizagem, em consonância com as questões levantadas pelas próprias escolas e pelos documentos oficiais da educação. A formação contou com a participação de especialistas convidados que trouxeram informações, propuseram atividades e debateram com a equipe.

Na segunda-feira, as atividades foram conduzidas pela própria Cliciane, que falou sobre estratégias de ensino-aprendizagem usando tecnologias, metodologias e “design educacional”.

“Busquei reforçar a ideia de que as novas tecnologias e metodologias não funcionam sozinhas e não substituem, mas potencializam o trabalho do professor. E aí entram elementos como a pessoa, a empatia e a colaboração.”

Na terça-feira, o trabalho foi conduzido pelo professor convidado Everton Renaud, que falou sobre metodologias ativas a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “Ele nos trouxe um workshop em que foi possível relacionar as metodologias ativas à BNCC e aos nossos materiais didáticos”, explica Cliciane.

Na quarta-feira, a programação foi voltada às competências socioemocionais, a partir não apenas da perspectiva do estudante, mas do professor e, principalmente, do professor formador de professores. Esse trabalho foi conduzido pela professora convidada Mara Águila. “Foi algo bem interessante, em especial porque pudemos conhecer de forma mais profunda o que são as competências socioemocionais e como elas funcionam em nossas próprias relações pessoais e profissionais”, observa a gestora pedagógica da Editora Opet.

Na quinta-feira, o trabalho foi conduzido pelo professor José Motta, que apresentou o workshop “Mão na Massa”, centrado na metodologia do “Peer Instruction” (desenvolvida na Universidade de Harvard pelo professor Eric Mazur). “Peer Instruction” ou “Instrução entre Pares” é uma metodologia que tem como premissa a substituição da figura do “professor instrutor” pela de um coletivo (professor + estudantes) que produz e compreende a partir do apoio mútuo.

Hoje, sexta-feira, o trabalho foi concluído com um workshop focado nos chamados “Mind Maps” (“Mapas Mentais”), que é uma estratégia de gerenciamento e organização de ideias. Ele foi conduzido pelo professor Danilo Augusto. “Com os mapas mentais, buscamos estabelecer, enquanto grupo, o que é uma formação pedagógica. E como, a partir dos elementos, missão e valores, ela é aplicada aos diferentes níveis de ensino com que trabalhamos”, observa Cliciane.

Importância para o trabalho com os professores – Na avaliação do assessor pedagógico Fernando Corrêa, a formação vai impactar em termos de qualidade. “Essa semana mostrou um movimento da própria Editora em relação à formação continuada de professores, no sentido de melhorar a qualidade da educação. Foi um trabalho interno, que envolveu a equipe, e que, com certeza, terá reflexos sobre o nosso trabalho com os professores.”

Para a assessora pedagógica Elis Vieira, a semana foi extremamente produtiva. “Foi um momento de provocação, de ‘sair fora da caixa’ e pensar em outras possibilidades. E de perceber que as metodologias ativas são significativas e importantes para a condução e para o enriquecimento do trabalho.”

 

Gamificação: o lúdico ganha força na educação

“Gamificação” é um neologismo que vem ganhando importância no cenário da educação brasileira. Como se pode perceber, ela tem a ver com o jogo (“gamificação” vem de “game”), o lúdico, a jornada, o desafio e a recompensa.
Nesta entrevista, conversamos com o coordenador de Tecnologia Educacional da Editora Opet, Luciano Rocha, sobre a gamificação e seu valor para os avanços da educação. Luciano também fala sobre como a gamificação passará a fazer parte da plataforma digital da Editora Opet a partir de 2020.

Entrevista a Rodrigo Wolff Apolloni

Quando falamos em “gamificação”, estamos falando exatamente no quê?
Luciano – O conceito de “gamificação”, embora esta palavra seja um neologismo, já existe há algum tempo. Ele consiste em trazer elementos presentes especialmente em jogos eletrônicos para um ambiente que não é o de um jogo. Então, você pode usar a gamificação em diferentes setores, inclusive no corporativo. As empresas podem utilizar técnicas que existem nos jogos eletrônicos para engajar e mobilizar seus colaboradores. No nosso caso, estamos utilizando essas técnicas para engajar e mobilizar os estudantes. Um exemplo: as metas, os objetivos, os níveis, a pontuação, a bonificação, as recompensas, são todos elementos presentes nos jogos eletrônicos e que você pode utilizar no cenário educacional para motivar os estudantes. Propondo desafios para que eles os superem.

Uma ideia que muitas pessoas têm em relação à gamificação é a de que ela se foca essencialmente na questão da recompensa. É só isso, mesmo?
Luciano – De maneira alguma. É claro que a gamificação deve ser planejada para que alcance os resultados pretendidos. É preciso, então, trazer os elementos de gamificação, para que não se torne um ambiente puramente competitivo. O que se deve fazer é construir mecânicas que valorizem mais a colaboração do que propriamente a competição. Ela funciona como um cenário de motivação extrínseca para que o estudante consiga manter o foco principal na atividade que ele faria sem compromisso se ele não tivesse os desafios e as recompensas. A recompensa é apenas um dos elementos para você engajar esse estudante.

Como, no processo de gamificação, é possível converter o conhecimento em prêmio e não apenas em um caminho para a obtenção de uma recompensa?
Luciano – A primeira premissa que o docente deve ter em mente é a de que os estudantes têm formas diferentes de aprender. Então, não faz sentido trabalhar com um currículo e uma forma de “tamanho único” se os estudantes vão ter o seu tempo e o seu modo de aprender. Então, a gamificação pode favorecer o processo nesse sentido: dando clareza ao professor de que nem todos os estudantes vão chegar ao final daquela meta que ele propôs. A construção de metas intermediárias favorece essa consolidação organizada. Se você constrói um objetivo único, acaba produzindo uma “binarização”, ou seja, no “conseguiu” ou “não conseguiu”. A gamificação permite mostrar ao professor até onde o estudante conseguiu chegar. E, com isso, o docente pode ajustar o percurso.

Qual vai ser a relação da plataforma digital que estamos desenvolvendo ao longo deste ano – e que estará ativa em 2020 – com a gamificação?
Luciano – A plataforma tem na gamificação uma das suas premissas, junto com outras, como a do protagonismo do estudante e a da construção de uma rede social de conhecimentos. Nesse processo, você tem a capacidade de transformar os professores em autores e produtores desse conhecimento. A plataforma vai dar a possibilidade de que essa informação não seja apenas oferecida pela Editora e consumida pelos professores, mas de que estes professores possam produzir, adaptar e modificar os conteúdos. E a gamificação um ponto estratégico nisso porque ela muda a forma como o estudante e o professor vão ter essa relação com os conteúdos. Tornando-os mais dinâmicos, mais atrativos, falando a linguagem do aluno. Hoje em dia, a maioria dos nossos jovens está inserida nesse contexto. Então, quando você fala em desafios, recompensas e níveis, esta é uma linguagem comum a todos os estudantes. Se você oferece esses conteúdos dentro dessa dinâmica, os aproxima da realidade do aluno. E isso contribui muito para o engajamento e para o aprendizado.

Macapá: Editora Opet no 4º Sucesso Plug & Play

Uma grande festa pela educação na capital do Amapá. Assim pode ser resumida a quarta edição do Sucesso Plug & Play, que na quinta-feira (24) reuniu cerca de 700 pessoas no auditório do Sebrae em Macapá. O evento foi promovido pela Escola Sucesso Bilíngue, parceira privada da Editora Opet no Estado do Amapá e uma das instituições de ensino de maior sucesso na região.

“O Sucesso Plug & Play é um divisor de águas para a nossa instituição”, explica a mantenedora e diretora pedagógica da Escola Sucesso Bilíngue, Ameliany Azevedo. “O evento marca o lançamento da campanha de matrículas do ano seguinte e também é uma oportunidade de apresentação das novidades e da nossa forma de trabalhar com a educação.”

Neste ano, a Editora Opet levou ao evento uma atração especial: o palhaço Alípio (Rafael Barreiros, um dos principais representantes brasileiros da arte da palhaçaria), que interagiu com os participantes.

“A participação da Editora Opet foi fantástica! Com o Alípio, o evento ficou superdinâmico, alegre e inovador, combinando totalmente com o nosso planejamento de algo voltado para crianças e adultos”, conta Ameliany. “Conseguimos falar da educação como algo que está dentro de uma perspectiva de felicidade. E é assim que trabalhamos.”

Em 2020, a escola vai somar elementos importantes ao seu trabalho, como o ensino bilíngue incorporado ao currículo e a robótica incorporada à matriz curricular do primeiro ao nono ano (Ensino Fundamental).
O gerente comercial da Editora Opet para o segmento privado, Klinger Motta, prestigiou o evento. “A Escola Sucesso é um parceiro estratégico no Amapá e no norte do país. É uma instituição que está em total sintonia com a proposta educacional Opet de educação cidadã, humana, transformadora e inovadora.”

Parceria – Ameliany se diz satisfeita com a parceria estabelecida com a Editora Opet, que já tem dois anos. “Os materiais e ferramentas têm tudo a ver com a nossa proposta. Eles atendem as necessidades dos estudantes e, também, as necessidades institucionais da escola. A Editora Opet também nos dá um bom suporte de capacitação, sempre muito presente e muito solícita. E muito preocupada em capacitar e em melhorar os nossos serviços para os nossos clientes diretos, os estudantes.” Diante desses fatos, a parceria foi renovada para 2020. “Estamos renovando e queremos que siga assim por muitos anos”, conclui Ameliany.

Parceiros da Editora Opet: Educação humana e cidadã no Oeste de SC

Nos dias 21, 22 e 23, estivemos no Oeste de Santa Catarina para trabalhar com nossos parceiros municipais em Vargeão, Pinhalzinho e Passos Maia.

Em Vargeão, as atividades aconteceram no dia 21 e envolveram uma visita técnica durante o dia e, à noite, um encontro com os familiares dos estudantes com o tema “A importância da Afetividade no processo de Formação Humana”.

Em Pinhalzinho, a visita técnica aconteceu no dia 22 e, no dia 23, em Passos Maia. O trabalho foi realizado pela assessora pedagógica Mara Dumke. “A visita técnica de acompanhamento pedagógico é o momento em que podemos acompanhar o desenvolvimento da proposta educacional”, explica o professor Nelson Bittencourt, supervisor pedagógico da Editora para o Estado de Santa Catarina. “Ela também permite avaliar o resultado das nossas ações e viabilizar futuras estratégias que contribuam para a melhora constante da ação didática”.

Em parceria com a Editora Opet, as redes municipais de educação de Vargeão, Pinhalzinho e Passos Maia promovem a educação cidadã, humana, transformadora e inovadora com a adoção dos materiais e ferramentas pedagógicas Sefe. Na região Oeste catarinense, a Editora Opet também está em Chapecó, Treze Tílias, Macieira, Arroio Trinta e Salto Veloso.

Editora Opet participa do 6º Fórum de Educação de Cabreúva

De 14 a 22 de outubro, o município paulista de Cabreúva – parceiro da Editora Opet há mais de uma década – realizou um de seus mais importantes eventos educacionais, o 6º Fórum de Educação de Cabreúva. O evento, que mobilizou professores, gestores e a comunidade, teve a nossa participação.

Dentro da parceria, levamos três palestrantes ao Fórum. Realizamos a palestra de encerramento do primeiro dia do evento, com o tema “Neurociência aplicada à aprendizagem e desenvolvimento”, com o professor Júlio Luchmann, e também as palestras “Formação do Professor no Âmbito da BNCC”, com a supervisora pedagógica Rubia da Costa, e “Escola e Família”, com a assessora pedagógica Márcia Ribeiro.

Atualmente, por meio do selo Sefe, oferecemos coleções, ferramentas pedagógicas e formações para os professores da rede municipal de Cabreúva. A parceria abrange os níveis 04 e 05 da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Além disso, também fazemos o trabalho com as avaliações diagnósticas para os estudantes do 5º ano.

Nos últimos anos, Cabreúva vem experimentando avanços importantes na educação municipal, como, por exemplo, um aumento expressivo do IDEB, que na última avaliação superou de forma significativa a meta prevista.

Vencedores do 9º Prêmio Ação Destaque!

Uma cerimônia emocionante marcou, no final da manhã desta quarta-feira (09) em Curitiba, a divulgação do resultado final e a premiação do 9º Prêmio Ação Destaque, da Editora Opet. O prêmio valoriza e compartilha trabalhos desenvolvidos por professores e gestores parceiros da Editora Opet a partir dos materiais e ferramentas pedagógicas Sefe (área pública). Todos os finalistas receberam troféus e certificados. Os vencedores de cada categoria receberam, também, um cheque de R$ 2.000,00. Os segundos e terceiros colocados receberam um cheque de R$ 1.000,00 cada. Confira a lista com os nomes dos vencedores e também as fotos da premiação! Em nome da Editora Opet, agradecemos a todos pela participação – vocês são incríveis! Parabéns por seu trabalho e por fortalecer a educação pública do Brasil!

Categoria 01 – “Ações com Familiares”
1º lugar: Angela Maria Ribeiro Serafini – Fraiburgo (SC) – “Família, uma questão de afetividade”
2º lugar: Maria Antoniete Bruno – Fortaleza (CE) – “Tecendo afetos, fortalecendo laços entre a família e a escola”
3º lugar: Adriana Pirola Ansiliero – Arroio Trinta (SC) – “Abrindo as portas do coração!”

Categoria 02 – “Educação Infantil 0, 1, 2 e 3”
1º lugar: Karen Regina Alves – Campina Grande do Sul (PR) – “A importância da conservação da água na Educação Infantil”
2º lugar: Eglantina Melo Rocha – Sobral (CE) – “Higienização: aprendendo desde cedo a importância da construção desse hábito”
3º lugar: Ana Karina Falchetti – Salto Veloso (SC) – “Chuva ou sol? Gotas de curiosidade e raios de aprendizagem”

Categoria 03 – “Educação Infantil 4 e 5”
1º lugar: Ederli Margreiter de Moura – Treze Tílias (SC) – “Com a família e a escola quero estar porque aqui é o meu lugar”
2º lugar: Gilmara Ribeiro Alves – Jacarezinho (PR) – “Reciclar: um olhar para o futuro”
3º lugar: Sandra Schu – Entre Rios do Oeste (PR) – “Doce jornada: aprendendo sobre as abelhas e seus derivados”

Categoria 04 – “Ensino Fundamental Anos Iniciais, 1º ao 3º ano”
1º lugar: Mira Carolina dos Santos Zela – Paranaguá (PR) – “A necessidade da inserção de LIBRAS nas séries iniciais do Ensino Fundamental e o seu impacto social”
2º lugar: Geovana Meire Gomes de Albuquerque – Fortaleza (CE) – “Descobrindo saberes na trilha encantada na leitura”
3º lugar: Kátia Rodrigues de Moura – Santana de Parnaíba (SP) – “Projeto Motivação”

Categoria 05 – “Ensino Fundamental Anos Iniciais, 4º ao 5º ano”
1º lugar: Julita Maria Campos Werlang – Pinhalzinho (SC) – “Carta Escola”
2º lugar: Marili Moreira Lopes – Paranaguá (PR) – “Nos trilhos com a Matemática”

Categoria 06 – “Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio
1º lugar: Tiago La Serra Boneberg – Santana de Parnaíba (SP) – “Refúgio de imigrantes”
2º lugar: Luciana Martines do Nascimento – Santana de Parnaíba (SP) – “Luz, câmera, alunos em ação”

Categoria 07 – “Arte 1º ao 9º ano”
1º lugar: Andrea Mendes Avona – Santana de Parnaíba (SP) – “Arte presente”
2º lugar: Luciano Pereira da Silva – Santana de Parnaíba (SP) – “Orquestra da sucata – sustentabilidade – credibilidade”
3º lugar: Kátia Raquel Dotta – Salto Veloso (SC) – “O artista cria e representa a paisagem e, do lixo, também surge arte”

Categoria 08 – “Educação Física”
1º lugar: Elianer Fátima Linder Mayer – Salto Veloso (SC) – “Educação Física e os elementos da natureza: experiências de aprendizagem no 5º ano”
2º lugar: Mayra Garcia Justo – Cambará (PR) – “A educação física e a importância do brincar no ambiente escolar”
3º lugar: Luiza Bortolaci Pioner – Entre Rios do Oeste (PR) – “Construindo o brincar”

Categoria 09 – “Língua Estrangeira – Inglês”
1º lugar: Vanessa Aparecida Minetto – Cerqueira César (SP) – “Welcome to the English world, where traveling is learning”
2º lugar: Sirlei Rodrigues dos Santos T. de Oliveira – “Campo Verde” (MT) – “Friends”

Categoria 10 – “Gestão Escolar”
1º lugar: Thayz Porto de Jesus Cambi – Santana de Parnaíba (SP) – “Avaliação do Ensino Médio: indicadores de processos contínuos que promovem uma educação de qualidade”
2º lugar: Lenir Angélica Tomaz Madaloz – Santana de Parnaíba (SP) – “Gestão democrática na tomada de decisões, resolução de conflitos e a busca da melhoria na qualidade de ensino”
3º lugar: Ariane Cristina Xavier – Ilha Solteira (SP) – “Horário de trabalho pedagógico coletivo: ação e reflexão no trabalho docente”

Categoria 11 – “Educação Ambiental”
1º lugar: Débora Rederd França Vidal – Paranaguá (PR) – “Semeando aqui, colhendo acolá o ‘meu ambiente’ preciso conservar”
2º lugar: Denise Zimmermann Schuller – Arroio Trinta (SC) – “Conhecendo os biomas brasileiros”

Categoria 12 – “Aprendizagem Criativa: Projetos Inovadores”
1º lugar: Andressa Sangaletti – Treze Tílias (SC) – “Meditando na escola: o poder de mudar está dentro de mim!”
2º lugar: Ivoni Bosa Cossa – Arroio Trinta (SC) – “Um pedacinho da nossa história em cartão postal”
3º lugar: Luziana da Silva Lima – Fortaleza (CE) – “Super leitores: trilhando o saber, o prazer e o poder através da leitura”

Categoria “Sefe Indica”
Emanuelle Christyne Rueda Alves – Paranaguá (PR) – “Pesquisa e aprendizagem na formação em serviço – o diferencial da gestão pedagógica na transformação educacional!”

Clique aqui e confira mais imagens.

Editora Opet reúne professores de seis municípios de SC para formação pedagógica regional em Curitiba

Professores trocaram experiências e focaram no material didático Sefe

 

Uma jornada para o conhecimento tendo como elementos a cidade de Curitiba, a formação pedagógica, o contato e a troca de ideias com profissionais de ensino de outras realidades. Assim foi a segunda edição da Formação Pedagógica Regional de Santa Catarina, promovida nesta semana (no domingo e segunda-feira) pela Editora Opet na capital paranaense com professores e gestores dos municípios parceiros catarinenses de Arroio Trinta, Fraiburgo, Salto Veloso, Macieira, Treze Tílias e Vargeão.

“Ao todo, recebemos cerca de 180 pessoas, entre professores e gestores desses nossos parceiros do oeste de Santa Catarina”, explica o supervisor regional da Editora Opet para Santa Catarina, Nelson Bittencourt. “No domingo, os participantes foram divididos em dois grupos, que fizeram uma jornada cultural pela cidade, com visitas, por exemplo, ao Mercado Municipal, ao Museu Oscar Niemeyer e ao Jardim Botânico.”

Nelson destaca a importância estratégica da formação, que envolveu os professores da Educação Infantil, do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental, de Arte, Língua Inglesa e Educação Física. “Nosso foco foi o material didático e as ferramentas do Sefe, com direcionamento para o segundo semestre. É uma formação muito importante”, sintetiza.

Impressões da Formação – Para a professora Cristina Lazzarotti, coordenadora da equipe administrativa de Macieira, a adoção dos materiais Sefe ajudou a desenvolver a educação no município. “São livros realmente bons, e a equipe pedagógica que faz as formações nos ajuda a trabalhar com os materiais. Para os professores e os estudantes, isso é algo muito significativo.” Ela destaca a presença, nos livros, de várias atividades práticas, que dinamizam o trabalho e enriquecem a educação. Macieira compareceu à formação com uma equipe de 13 professores.

O município de Arroio Trinta levou 24 professores à formação pedagógica regional em Curitiba. A secretária municipal de Educação do município, professora Claudete Magro, destacou o valor do encontro como parte de algo maior: a busca do conhecimento. “Nós trouxemos nossos professores aqui para que eles pudessem conhecer mais, aprender mais e levar esses conteúdos para as nossas crianças.”

Segundo ela, os docentes gostam muito de trabalhar com a Editora Opet. “Nossos professores têm verdadeira paixão pelos materiais. E ele também é muito bem recebido pelos nossos alunos.” A coordenadora pedagógica Denise Zimmermann Schüller destaca o “desemparedamento” dos professores. “É importante tirar os docentes da sala de aula para que eles tenham novas perspectivas. Da mesma forma, é importante a interação com os professores de outros municípios, para conhecer as dificuldades e as conquistas também.

A secretária municipal de Educação, Cultura e Esporte de Fraiburgo, professora Tânia da Silva Ferreira, destaca a importância da integração entre os professores do município e deles com os professores dos demais municípios participantes do encontro. “Essas trocas de informações, de conhecimento, são fundamentais. Além disso, a saída da sala de aula para a vivência de experiências também é muito importante. Os nossos professores estão aprendendo muito, e de forma lúdica.”

A coordenadora da Educação Infantil de Fraiburgo, professora Michelly Ferlin Hildebrando dos Santos, destaca o entusiasmo do grupo de 39 pessoas que veio a Curitiba. “Nós trabalhamos há algum tempo com o Sefe e as nossas formações locais são excelentes. Vindo para cá, o trabalho foi ainda mais engrandecido. A equipe estava entusiasmada e está aproveitando muito”.

A secretária municipal de Educação de Vargeão, professora Carmen Raymundi, destaca a importância do intercâmbio de informações. “Estamos aqui, em Curitiba, junto com os professores de outros cinco municípios da nossa região. É a oportunidade não só de uma formação pedagógica importante, mas de uma troca de experiências e de conhecimentos com os professores de outras realidades. Isso, sem contar a oportunidade de os professores estarem saindo do seu local para ter novas experiências, analisar, refletir e avaliar seu próprio trabalho.” Vargeão levou 36 professores à formação regional no Paraná.

A parceria entre Vargeão e a Editora Opet entrou em seu terceiro ano. Segundo a secretária Carmen Raymundi, esse período foi avanços significativos. “A melhoria é visível em todos os aspectos – para a criança, para o professor e para a equipe gestora. É muito gratificante estar com o Sefe pelo acompanhamento, pela assessoria e pelo empenho de toda a equipe, que nos auxilia sempre. Cada dia, queremos estar mais perto do Sefe.”

Para a orientadora da Educação Infantil de Treze Tílias, professora Verônica Narita, a integração entre os professores é especialmente importante. “É a primeira vez que estamos participando da formação regional em Curitiba e esse conhecimento, essa integração, agrega muito. É muito importante para que nossos professores coloquem em prática o que viram aqui.”

Salto Veloso compareceu à formação com uma equipe de 26 profissionais da educação municipal, e o aproveitamento foi intenso. “Os professores estão interessados, dispostos e animados. E o trabalho do Sefe de trazê-los para Curitiba é muito importante”, diz o coordenador pedagógico da Educação Infantil do município, professor Alexandre Gatelli. “Isso apenas faz com que tenhamos ainda mais alegria em usar os materiais, que são muito completos.”

 

EXTRA – SAIU A RELAÇÃO DOS FINALISTAS DO IX PRÊMIO AÇÃO DESTAQUE!

A Editora Opet acaba de divulgar os trabalhos finalistas do IX Prêmio Ação Destaque! Confira os nomes dos autores e os trabalhos classificados! Nos dias 07, 08 e 09 de outubro, os finalistas estarão em Curitiba para apresentar seus trabalhos!

CATEGORIA 01 – “AÇÃO COM OS FAMILIARES”
ADRIANA PIROLA ANSILIERO (Arroio Trinta – SC) – “Abrindo as portas do coração!”
ANGELA MARIA RIBEIRO SERAFINI (Fraiburgo – SC) – “Família uma questão de afetividade”
MARIA ANTONIETE BRUNO (Fortaleza – CE) – “Tecendo afetos fortalecendo os laços entre a família e a escola”

CATEGORIA 02 – “EDUCAÇÃO INFANTIL – 1,2 E 3”
ANA KARINA FALCHETTI (Salto Veloso – SC) – “Chuva ou sol? Gotas de curiosidade e raios de aprendizagem”
EGLANTINA MELO ROCHA (Sobral – CE) – “Higienização: aprendendo desde cedo a importância da construção desse hábito”
KAREN REGINA ALVES (Campina Grande do Sul – PR) – “A importância da conservação da água na educação infantil”

CATEGORIA 03 – “EDUCAÇÃO INFANTIL 4 E 5”
EDERLI MARGREITER DE MÉLO (Treze Tílias – SC) – “Com a família e a escola quero estar, porque aqui é o meu lugar”
GILMARA RIBEIRO ALVES (Jacarezinho – PR) “Reciclar: um olhar para o futuro”
SANDRA SCHU (Entre Rios do Oeste – PR) – “Doce Jornada: Aprendendo sobre as abelhas e seus derivados”

CATEGORIA 4 – “ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS – 1º AO 3º ANO”
GEOVANA MEIRE GOMES DE ALBUQUERQUE   (Fortaleza – CE) – “Descobrindo saberes e sabores na trilha encantada da leitura!”
KATIA RODRIGUES DE MOURA (Santana de Parnaíba – SP) – “Projeto Motivação”
MIRA CAROLINA DOS SANTOS ZELA (Paranaguá – PR) – “A necessidade da inserção da Libras nas séries iniciais do Ensino Fundamental e o seu impacto social”

CATEGORIA 5 – “ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS – 4º AO 5º ANO”
JULITA MARIA CAMPOS WERLANG (Pinhalzinho – SC) – “Carta da Escola”
MARILI MOREIRA LOPES (Paranaguá – PR) – “Nos trilhos com a Matemática”

CATEGORIA 6 – “ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS – 6º AO 9º ANO E ENSINO MÉDIO”
LUCIANA MARTINES DO NASCIMENTO (Santana de Parnaíba – SP) – “Luz, câmera, alunos em ação!”
TIAGO LA SERRA BONEBERG (Santana de Parnaíba – SP) – “Refúgio dos Migrantes”

CATEGORIA 7 – “ARTE”
ANDREA MENDES AVONA (Santana de Parnaíba – SP) – “Arte Presente”
KÁTIA RAQUEL DOTTA  (Salto Veloso – SC) – “O artista cria e representa a paisagem, e do lixo também surge arte!”
LUCIANO PEREIRA DA SILVA (Santana de Parnaíba – SP) – “Orquestra de sucata – Sustentabilidade – credibilidade”

CATEGORIA 8 – “EDUCAÇÃO FÍSICA”
ELIANER FÁTIMA LINDER MAYER (Salto Veloso – SC) – “Educação Física e os elementos da natureza: experiências de aprendizagem no 5º ano”
LUIZA BORTOLACI PIONER (Entre Rios do Oeste – PR) – “Construindo o brincar”
MAYRA GASCIA JUSTO (Cambará – PR)  – “A Educação Física e a importância do brincar no ambiente escolar”

CATEGORIA 9 – “LÍNGUA ESTRANGEIRA”
SIRLEI RODRIGUES DOS SANTOS TELLES DE OLIVEIRA (Campo Verde – MT) – “Friends”
VANESSA APARECIDA MINETTO
(Cerqueira César – SP) – “Welcome to the English World, where traveling is learning”

CATEGORIA 10 – “GESTÃO ESCOLAR”
ARIANE CRISTINA XAVIER (Ilha Solteira – SP) – “Horário de trabalho pedagógico coletivo: ação e reflexão do trabalho docente”
LENIR ANGÉLICA TOMAZ MADALOZ (Santana de Parnaíba – SP) – “Gestão democrática na tomada de decisões, resolução de conflitos e busca de melhorias na qualidade do ensino”
THAYS PORTO DE JESUS CAMBI (Santana de Parnaíba – SP) – “Avaliação no Ensino Médio: indicadores de processos contínuos que promovem uma educação integral e digital”

CATEGORIA 11 – “EDUCAÇÃO AMBIENTAL”
DÉBORA REDERD FRANÇA VIDAL (Paranaguá – PR) – “Semeando aqui, colhendo acolá, o ‘meu ambiente’ preciso preservar”
DENISE ZIMMERMANN SCHULLER (Arroio Trinta – SC) – “Conhecendo os biomas brasileiros”

CATEGORIA 12 – “PROJETOS INOVADORES”
IVONI BOSA COSSA (Arroio Trinta – SC) – “Um pedacinho da nossa história em cartão-postal”
LUZIANA DA SILVA LIMA (Fortaleza – CE) – “Projeto Super leitores: Trilhando o saber, o prazer e o poder através da leitura”
ANDRESSA SANGALETTI (Treze Tílias – SC) “Meditando na escola: o poder de mudar está dentro de mim!”

“SEFE INDICA”
EMANUELLE CHRISTYNE RUEDA ALVES (Paranaguá – PR) – “Pesquisa e aprendizagem na formação em serviço – o diferencial da gestão pedagógica na transformação educacional”

IX Prêmio Ação Destaque: Relação final dos trabalhos que serão apreciados pela Comissão Julgadora

A Editora Opet acaba de divulgar a relação final dos trabalhos que serão apreciados pela comissão julgadora do IX Prêmio Ação Destaque. Essa lista inclui os trabalhos cujos autores entraram com recurso e tiverem seu pedido acatado.

A lista com os trabalhos finalistas do Prêmio será divulgada até a próxima sexta-feira, dia 20 de setembro. Fique atento!

 

  1. Adriana Bento da Silva – Jacarezinho
  2. Adriana Pirola Ansiliero – Arroio Trinta
  3. Adriane Ranieri Leal – Santana de Parnaíba
  4. Aletheia Cristiane Blau – Alto Taquari
  5. Aline Franciele Graebin Wutke – Nova Santa Rosa
  6. Aline Mendes Tagliari – Paranaguá
  7. Aline Montoia Santos Duarte – Santana de Parnaíba
  8. Aline Regina de Oliveira – Arroio Trinta
  9. Aline Risso Sousa Rodrigues – Santana de Parnaíba
  10. Aline Roberta da Silva – Jacarezinho
  11. Alisandra Ribeiro – Santana de Parnaíba
  12. Ana Claudia Cury – Santana de Parnaíba
  13. Ana Cláudia da Silva Cardoso – Santana de Parnaíba
  14. Ana Cristina de Jesus Oliveira – Santana de Parnaíba
  15. Ana Cristina dos Santos Dzoba – Pitanga
  16. Ana Karina Falchetti – Salto Veloso
  17. Ana Karoline Lopes de Sousa – Paracuru
  18. Ana Lucia Ribeiro dos Santos – Fraiburgo
  19. Ana Paula Pedrina – Cambará
  20. Andrea Mendes Avona – Santana de Parnaíba
  21. Andréia Aparecida dos Santos – Cambará
  22. Andreia do Amaral Rodrigues Jesus – Campina Grande do Sul
  23. Andreia Maria de Jesus Ricardo – Jacarezinho
  24. Andreia Rangel Santos – Santana de Parnaíba
  25. Andressa Sangaletti – Treze Tílias
  26. Andrieli Cristiane Gonçalves Pozzer – Pinhalzinho
  27. Angela Cristina de Oliveira Almeida – Cambará
  28. Angela Ferreira de Moraes – Campina Grande do Sul
  29. Angela Maria Ribeiro Serafini – Fraiburgo
  30. Aparecida Gomes Freire – Santana de Parnaíba
  31. Ariane Angelita de Oliveira – São Miguel do Oeste
  32. Ariane Cristina Xavier – Ilha Solteira
  33. Beivetti Brasili Branco – Santana de Parnaíba
  34. Benilda Loch Blau – Pitanga
  35. Benildes Madureira Barcelos – Alto Taquari
  36. Bernadete Ferrari Vargas – Campina Grande do Sul
  37. Bernadete Gurnaski de Lima – Turvo
  38. Carina Aparecida Stadler – Pitanga
  39. Carlos André Lourenço e Silva – Santana de Parnaíba
  40. Carolina Rochelli Policarpo Ventura – Paranaguá
  41. Cássia Neves Rodrigues Costa – Alto Taquari
  42. Cátia Juliana Esídio Santana – Santana de Parnaíba
  43. Celene Taborda – Pitanga
  44. Cintia Natania da Silva Rodrigues – Campina Grande do Sul
  45. Claudia Regina Cavanha Cavalheiro – Campina Grande do Sul
  46. Cledson da Silva – Pitanga
  47. Cliciane de Souza Meduna – Paranaguá
  48. Cristiana Aragão Lima – Fortaleza
  49. Cristiane Ferreira de Souza – Campina Grande do Sul
  50. Cristiane Rigo Goberte – Vargeão
  51. Cristielaine Aparecida Alves de Souza – Santana de Parnaíba
  52. Damares Gomes Ferreira – Santana de Parnaiba
  53. Daniela Aparecida Bartolomeu Bagali – Cerqueira César
  54. Danielle Moreira Francisco – Paranaguá
  55. Daniely do Rosário – Paranaguá
  56. Danila Silva Gomes dos Santos – Santana de Parnaíba
  57. Débora Rederd França Vidal – Paranaguá
  58. Deisy Estela Santiago Heringer Avelar – Santana de Parnaíba
  59. Denise Regina Wagner Tortato – Entre Rios do Oeste
  60. Denise Zimmermann Schuller – Arroio Trinta
  61. Diana Leticia Chiodelli – Chapecó
  62. Diane Daniele Vieira – Cabreúva
  63. Dilliany da Silva Marques – Sobral
  64. Dinalda Andrade Vicente Bento – Cerqueira César
  65. Dirce Aparecida Pereira Dos Santos – Pitanga
  66. Ederli Margreiter de Melo – Treze Tílias
  67. Edilaine Aparecida Moreto Vilar – Águas de São Pedro
  68. Edna Regina Albini Pereira Kaminski – Paranaguá
  69. Eglantina Melo Rocha – Sobral
  70. Elaine Cistina Oliveira da Silva Prado – Alto Taquari
  71. Eliane Garcia Dantas – Campina Grande do Sul
  72. Eliane Maria Kremer – Pinhalzinho
  73. Elianer Fátima Linder Mayer – Salto Veloso
  74. Eliciane Cristina de Oliveira Cegatte Arantes – Cambará
  75. Elisandra Aparecida Czekalski – Irati
  76. Elisandra Cristina dos Santos Galo – Santana de Parnaíba
  77. Elisangela Silva de Castro – Fortaleza
  78. Elizabeth Leal da Costa – Santana de Parnaíba
  79. Elkynice Silva de Oliveira – Fortaleza
  80. Ellen de Lima Fossa – Santana de Parnaíba
  81. Elza Aparecida Alves Malandrin – Cambará
  82. Emanuelle Christyne Rueda Alves – Paranaguá
  83. Emília Helena da Silva Pedroso – Campina Grande do Sul
  84. Enéias Domingos dos Santos – Santana de Parnaíba
  85. Erica Rodrigues da Silva – Campina Grande do Sul
  86. Eva Maria Gomes – Fortaleza
  87. Evandro Albino Meurer – Pitanga
  88. Fabiana Mocellin – Campina Grande do Sul
  89. Fabio Gonçalves Fernandes – Entre Rios do Oeste
  90. Fabiola Soares Arcega – Paranaguá
  91. Fátima Ludwig – Salto Veloso
  92. Fernanda Aparecida Groscko – Pitanga
  93. Fernanda Consoni – Arroio Trinta
  94. Flavia Pereira Lima – Paranaguá
  95. Franciele Manenti – Macieira
  96. Francimar Pereira da Silva – Ubajara
  97. Franscisca Kelly Rocha de Sousa – Paracuru
  98. Geovana Meire Gomes de Albuquerque – Fortaleza
  99. Giane Aparecida Mendes – Pitanga
  100. Gicelda Inês Rigo Frochlich – Treze Tílias
  101. Gilmara Ribeiro Alves – Jacarezinho
  102. Gisele Custódio da Veiga Ribeiro – Paranaguá
  103. Gislaine Daniele dos Santos – Campina Grande do Sul
  104. Irene Schafer Sperber – Rancho Queimado
  105. Isabel Cristina Ferrari – Cerqueira César
  106. Isabela Ribeiro Ferreira – Paranaguá
  107. Ivone Bosa Cossa – Arroio Trinta
  108. Joelma Bonk Martins – Roncador
  109. José Rivânio Mendes de Sousa – Fortaleza
  110. José Werley Carvalho Braga – Cabreúva
  111. Josiely de Oliveira Santos Corrêa – Paranaguá
  112. Jovana Nunes da Silva – Jacarezinho
  113. Juliana Bellodi – Alto Taquari
  114. Juliana Jorge de Moraes Sarto – Águas de São Pedro
  115. Juliana Saade Jose – Passos Maia
  116. Julita Maria Campos Werlang – Pinhalzinho
  117. Karen Regina Alves – Campina Grande do Sul
  118. Karine Hining Solivo – Pinhalzinho
  119. Karize Morais Leandro – Paranaguá
  120. Kátia Lima Teixeira Guimarães – Fortaleza
  121. Kátia Raquel Dotta – Salto Veloso
  122. Katia Rodrigues de Moura – Santana de Parnaíba
  123. Kelly Cristini Neuhaus Schmitz – Rancho Queimado
  124. Keren Regina dos Santos Ignacheski – Turvo
  125. Késia Miria Iagla Bueno – Roncador
  126. Laura Cristini do Nascimento Amorim Corrêa – Paranaguá
  127. Leidiane Maria Melo Rodrigues – Ubajara
  128. Lenir Angélica Tomaz Madaloz – Santana de Parnaíba
  129. Lilian Ferrarini – Campina Grande do Sul
  130. Lilian Macedo Borba – Paranaguá
  131. Lodomira Ferreira de Moraes – Cambará
  132. Lucely Aparecida Marques de Souza – Alto Garças
  133. Lúcia Helena Soares Braga – Fortaleza
  134. Luciana Martines do Nascimento – Santana de Parnaíba
  135. Luciana Pinheiro Dos Santos Nogueira – Ilha Solteira
  136. Luciane Andréa da Silva Oliveira – Jacarezinho
  137. Luciane Faber Didomênico – Fraiburgo
  138. Luciane Godoy Bonafini – Paranaguá
  139. Luciane Regina Jacinto Smanioto – Paranaguá
  140. Luciano Pereira da Silva – Santana de Parnaíba
  141. Lucilene de Moura – Campina Grande do Sul
  142. Luiza Bortolaci Pioner – Entre Rios do Oeste
  143. Luziana da Silva Lima – Fortaleza
  144. Mara Lucia Darivda Orlandi – Cambará
  145. Mara Lúcia Martins dos Santos – Paranaguá
  146. Marcela de Lima Carneiro – Paranaguá
  147. Marcia Alexandra Andrade Ferreira – Santana de Parnaíba
  148. Marcia Marques Monteiro de Castro – Roncador
  149. Marcos Paulo Pontes dos Santos – Paranaguá
  150. Margarete Aparecida Gonçalves – Paranaguá
  151. Maria Aguinalda Costa Castelo – Itaitinga
  152. Maria Antoniete Bruno – Fortaleza
  153. Maria Aparecida Bilovus – Irati
  154. Maria Cristina Bressan Carvalhaes – Santana de Parnaíba
  155. Maria Cristina Zamperlini – Campina Grande do Sul
  156. Maria da Glória – Fraiburgo
  157. Maria das Dores de Lima – Águas de São Pedro
  158. Maria do Carmo Generoso Fajardo – Campina Grande do Sul
  159. Maria Ivanilda da Silva – Ilha Solteira
  160. Maria Izabel Botko de Almeida – Pitanga
  161. Maria Markim Miczaliczen – Pitanga
  162. Maria Patricia Morais Leal – Fortaleza
  163. Maria Rosa Martins Mota – Santana de Parnaíba
  164. Maria Valderez Serafim Delmiro – Sobral
  165. Maria Vladenir da Silva Souza – Fortaleza
  166. Marili Moreira Lopes – Paranaguá
  167. Marines Silveira Nielsson – Vargeão
  168. Maristela Rautta Bernardi – São Miguel do Oeste
  169. Marlene de Oliveira Souza – Ilha Solteira
  170. Marta Ferreira Rosa – Santana de Parnaíba
  171. Marthina Anderle – Entre Rios do Oeste
  172. Maryane Aparecida Moraes – São Sebastião da Amoreira
  173. Matheus Edilberto Roth – Paranaguá
  174. Mayra Gascia Justo – Cambará
  175. Michele Aparecida Guerreiro – Jacarezinho
  176. Michele da Conceição Pinto – Santana de Parnaíba
  177. Michele Souza Schutz – Rancho Queimado
  178. Michelle Soares Pereira – Santana de Parnaíba
  179. Mira Carolina dos Santos Zela – Paranaguá
  180. Mirla Lopes de Sousa Leal – Sobral
  181. Monisa Clini Tomaz Spina – Cabreúva
  182. Nadir Correa Mendes – Paranaguá
  183. Nadir Maciel de Lima – Campina Grande do Sul
  184. Natanael Moreira de Araujo Filho – Santana de Parnaíba
  185. Pamela Luana Facion Alcantara – Santana de Parnaíba
  186. Patricia da Silva Mendes Paton Viegas – Fortaleza
  187. Patricia Fortes de Arruda da Silva – Campina Grande do Sul
  188. Patricia Francisca da Silva De Oliveira – Barra Do Turvo
  189. Paula Cristina Garcia Azevedo Frison – Paranaguá
  190. Priscila Vanessa Dante – Águas de São Pedro
  191. Regiane da Silva – Campina Grande do Sul
  192. Regiane Farren – Pitanga
  193. Regina Duarte de Moraes – Santana de Parnaíba
  194. Renata de Almeida Gomes – Campina Grande do Sul
  195. Renata Lopes dos Santos – Paranaguá
  196. Rochelane Costa Landim – Ubajara
  197. Rochelly Alves do Monte – Fortaleza
  198. Rodicler Joana Ribeiro de Moraes – Santana de Parnaíba
  199. Rodolpho Henrique Tomé Machado – Roncador
  200. Rosana Aparecida de Souza Couto – Jacarezinho
  201. Rosangela Lima da Rocha – Fraiburgo
  202. Roseli Maria Machado – Fraiburgo
  203. Roseli Terezinha Secco Felchilcher – Arroio Trinta
  204. Rosemary Aparecido de Faria – Cabreúva
  205. Rosemeire Maria Pinto – Santana de Parnaíba
  206. Rosilda Aparecida Castro – Vargeão
  207. Rosimara Rodrigues Ribeiro Borges – Campina Grande do Sul
  208. Salete Czerniak – Arroio Trinta
  209. Sandra Mara Gonçalves – Campina Grande do Sul
  210. Sandra Schu – Entre Rios do Oeste
  211. Silva Aparecida Silvestre – Cerqueira César
  212. Silvana Bolzon – Arroio Trinta
  213. Silvia Maria Moreira Gatti – Fraiburgo
  214. Simare Kioko Maebara – Santana de Parnaíba
  215. Simone Galerani de Araújo – Jacarezinho
  216. Sirlei Rodrigues dos Santos Telles de Oliveira – Campo Verde
  217. Sirléia Maria Passoni – Arroio Trinta
  218. Sônia Roberta Bento – Cabreúva
  219. Sueli dos Santos – Jacarezinho
  220. Suzana Mendes Magalhães – Sobral
  221. Suzancarla Gonçalves Mera Lehr – Fraiburgo
  222. Suzane Aparecida Pupo – Turvo
  223. Tainara Rego dos Santos – Santana de Parnaíba
  224. Tânia Regina Calazans dos Santos – Campina Grande do Sul
  225. Teresa Maria Barbosa Brandão – Santana de Parnaíba
  226. Thaiz Silva dos Santos – Campina Grande do Sul
  227. Thays Porto de Jesus Cambi – Santana de Parnaíba
  228. Tiago La Serra Boneberg – Santana de Parnaíba
  229. Ueslei Lineker Martins da Silva – Paranaguá
  230. Valdirene da Silva Oliveira – Pariquera-Açu
  231. Valéria Pereira Carneiro – Fortaleza
  232. Vanessa Aparecida Minetto – Cerqueira César
  233. Vânia Carla Kozlowski – Arroio Trinta
  234. Vânia Ferronatto – Arroio Trinta
  235. Vera Elis Mendes – Paranaguá
  236. Vera Lúcia Meneghetti – Paranaguá
  237. Vilma de Fátima Suzanna – Santana de Parnaíba
  238. Vitória Régia M. do Nascimento – Fortaleza
  239. Wanderleia Mafra de Moura Correia – Paranaguá