Família-Escola: em tempo de coronavírus, “live” com familiares é grande sucesso em escola parceira de Goiás

Na última sexta-feira, dia 13 de março, estivemos no Centro Educacional Êxodo, em Rio Verde, Goiás, para um encontro com familiares dos alunos. A escola, que é ligada à Igreja Assembleia de Deus (Ministério Missão) e está em seu primeiro ano de funcionamento, é uma das mais novas parceiras da Editora Opet, adotando os materiais e ferramentas pedagógicas do selo Opet Soluções Educacionais para as crianças da Educação Infantil e para os estudantes dos Anos Iniciais (1º ao 5º ano) do Ensino Fundamental (Inglês, Arte e Educação Física, Coleções Encantos da Infância e Cidadania).

Os Encontros com Familiares são uma parte importante do nosso trabalho com as escolas públicas e privadas parceiras. Eles, aliás, têm tudo a ver com a filosofia de trabalho Opet, que aproxima os familiares do processo educacional. Em Rio Verde, porém, esse encontro – cujo tema foi “Família, Escola e Formação Humana” – teve um componente extra. Em tempo de cuidados redobrados com o coronavírus, a escola abriu a possibilidade, às famílias, de participar remotamente do encontro. Assim, além da apresentação presencial feita pela assessora pedagógica Márcia Regina Ribeiro dos Santos, foi feita uma “live” da formação na conta de Facebook da instituição.

Sucesso absoluto – Cíntia Katiuscia de Freitas é gestora do Centro Educacional Êxodo. Ela explica que a pandemia do coronavírus fez com que ela e sua equipe repensassem as possibilidades de comunicação com as famílias. “Propusemos aos familiares a alternativa de participar da palestra de forma presencial ou on-line. Alguns quiseram participar presencialmente, mas a maioria preferiu assistir de casa, a fim de evitar a aglomeração. E foi um sucesso absoluto, visto que alcançamos um número de visualizações acima de nossas expectativas. Foram mais de 2.300 visualizações!”

O número de visualizações, inclusive, superou o de famílias de estudantes matriculados na escola. “Isso significa que não só os pais de alunos assistiram a transmissão, mas também que outras pessoas estavam interessadas em aprender um pouco mais sobre o relacionamento família e escola e assegurar um desenvolvimento cognitivo e emocional de seus filhos”, avalia Cíntia.

Receptividade – Márcia Regina, que fez a apresentação, conta que os participantes presenciais e remotos se mostraram muito receptivos ao tema. “Foi uma experiência incrível acompanhar essas participações, as colocações e comentários.” Ela acredita que a tecnologia é um grande atrativo porque facilita as interações. “Diante de uma sociedade cada vez mais tecnológica, a Editora Opet deve oferecer recursos e ferramentas que agradem e apoiem os nossos parceiros. Elas, porém, não devem substituir os encontros presenciais, o relacionamento mais próximo e a interação. Com equilíbrio, os resultados são muito bons.”

A supervisora regional da Editora para o Centro Educacional Êxodo, Daiane Veiga, segue o mesmo raciocínio de Márcia. “Pessoalmente, sou muito a favor do uso das tecnologias de comunicação na educação. Elas devem ser usadas como parte de uma estratégia de aproximação, complementando o trabalho presencial. Os encontros virtuais podem ser um extra, um elemento a mais, para reforçar a parceria e fortalecer as formações e o acompanhamento das escolas.”

Daiane destaca, também, o valor da tecnologia em um momento como o que estamos vivendo. “Aqui, a tecnologia foi utilizada para demonstrar respeito ao outro, para cuidar da saúde coletiva, sem deixar de cumprir o que havia sido combinado com a escola parceira.” Ela conta que a “live” foi uma sugestão feita pelo mantenedor da escola, prontamente atendida pela Editora. “Como a nossa formadora, a Márcia, já estava na cidade, foi possível combinar o encontro presencial, realizado no salão da igreja para as famílias que quisessem ir, com a transmissão a distância, que também foi um grande sucesso.” Daiane se surpreendeu com a receptividade dos participantes nos dois modos de relacionamento, presencial e virtual. “Eu acompanhei de Curitiba e fiquei muito feliz com o resultado”, conta.

Parceria de qualidade – A gestora Cíntia Katiuscia de Freitas explica que o Centro Educacional Êxodo está dando seus primeiros passos e que, nessa jornada, encontrou um apoio muito eficiente da Editora Opet. “A parceria entre família e escola, por exemplo, é fundamental para que possamos alcançar nosso objetivo de oferecer uma educação de caráter integral”, observa. “Em pouco tempo, percebemos uma aceitação muito grande, da equipe pedagógica e das famílias, em relação aos materiais e metodologia e proposta humanizada oferecida pela Opet. Estamos seguros para seguir nessa parceria, que só tem trazido benefícios à comunidade escolar.”

Good News! Novidades na Coleção Cidadania Língua Inglesa

Os estudantes do Ensino Fundamental das escolas privadas parceiras Opet acabam de ganhar um grande presente: a Coleção Cidadania Língua Inglesa, do 1º ao 9º ano, foi inteiramente reformulada. Ganhou novos conteúdos, imagens, diagramação e foi totalmente alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em relação aos objetos de conhecimento, unidades temáticas e eixos. Ficou mais lúdica, atraente e desafiadora, com reforço dos conteúdos e encaminhamentos nos livros do professor.

E o melhor: foi totalmente integrada à Plataforma Inspira, com dezenas de vídeos que complementam e ampliam os conteúdos dos livros. Entre os vídeos para os Anos Iniciais estão as séries “Tips for Teachers” e “The Grammar Series” – confira!

A Coleção Cidadania Língua Inglesa foi escrita e reformulada pelas professoras Patricia Paulin (livros do 1º ao 5º ano) e Grace Thiel (6º ano 9º), com edição de conteúdos de Gabrielle Caroccia, que também roteirizou os vídeos para os Anos Iniciais. São nove livros anuais, com oito unidades cada um, com exceção do livro do primeiro ano, que é dividido em quatro unidades.

 

Santana de Parnaíba: a primeira grande formação pedagógica do ano

Na semana passada, nos dias 27 e 28 (quinta e sexta-feira), a equipe de formadores pedagógicos da Editora Opet se mobilizou para uma formação pedagógica muito especial. Eles foram até Santana de Paranaíba, cidade que é um dos nossos principais parceiros na área pública no Estado de São Paulo, para a primeira formação pedagógica do ano com os professores e os gestores.

Santana e a Editora Opet trabalham juntos desde 2015, e a parceria contempla todo o Ensino Fundamental, da Educação Infantil ao Ensino Médio (que, em Santana, é municipalizado). “Em minha avaliação, a parceria é muito boa. Os profissionais da Opet são muito qualificados e organizados, e o trabalho envolve, sempre, novas metodologias que se relacionam com os livros”, avalia o secretário municipal de Educação de Santana, Clecius Romagnoli. Segundo ele, os formadores se preocupam com o desenvolvimento das competências trazidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e este é um diferencial. “A aceitação dos materiais pelos professores, no caso da Editora Opet, é a maior que já tivemos desde que o município adotou o sistema apostilado”, conclui Clecius.

Para Nelson Bittencourt, supervisor regional da Editora Opet e um dos coordenadores da formação, Santana de Parnaíba se destaca pela dedicação dos professores e gestores. “Nos últimos anos, Santana vem se destacando muito na educação municipal. Esse crescimento e essa qualidade estão diretamente relacionados ao envolvimento dos professores e dos gestores. Ficamos muito felizes em participar desse sucesso e colaborar para que a educação avance cada vez mais.”

Barra do Garças (MT): implantação e formação pedagógica

Há alguns anos, a Editora Opet, por meio do selo educacional Sefe, desenvolve um trabalho importante junto às redes de ensino de municípios do Mato Grosso. Nesta semana, nosso time pedagógico esteve em Barra do Garças, município de aproximadamente 80 mil habitantes onde aconteceu a implantação dos materiais didáticos da Coleção “Entrelinhas para Você” (4 e 5). O trabalho, realizado no campus do Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR), envolveu 110 professores da rede municipal, que trabalharam com a assessora pedagógica Elis Vieira, e 18 gestores educacionais, que fizeram a formação com a assessora pedagógica Mara Dumke.

“Barra do Garças é um novo parceiro da Editora Opet”, explica Danuza Peraceta, supervisora regional que atende aos municípios do Mato Grosso e que acompanhou a formação. “Com essa formação pedagógica, demos início a uma parceria de muito sucesso. Percebemos que tanto os professores quanto os gestores se mostraram bastante interessados nos materiais didáticos e na formação pedagógica, o que possibilitou o compartilhamento de conhecimentos e experiências.”

Qualidade – Cristina Alves Moreira é a assessora técnica pedagógica da Secretaria de Educação de Alto Garças. Segundo ela, o município busca qualidade educacional. “Nós temos uma preocupação muito grande com a infraestrutura e também pensamos muito na qualidade pedagógica. Precisamos ter formação docente continuada e assessoria pedagógica – e isto, a Editora Opet nos oferece.”

Para Cristina, a implantação marcou um bom início de trabalho. “As três formadoras da Opet, a Mara, a Elis e a Danuza, são muito experientes e nos deram uma excelente base.” Segundo ela, os materiais da Coleção “Entrelinhas para Você”, que vão atender as crianças de quatro e cinco anos, são exatamente aquilo de que o município precisa. “Não é um sistema de ensino fechado. Assim, podemos complementar o trabalho com nossas próprias particularidades.” Além disso, Cristina também destaca a proximidade entre a fundamentação teórica Opet e o documento curricular do próprio município.

Sobre o trabalho com os gestores, a assessora pedagógica observa que muitos dos diretores das escolas estão assumindo agora, e que o trabalho feito pela assessora Mara Dumke os auxiliou muito em relação aos primeiros passos na gestão.

Ação Destaque – Cristina ainda falou sobre o interesse dos professores pelo Prêmio Ação Destaque, promovido anualmente pela Editora Opet para valorizar projetos e práticas pedagógicas dos professores parceiros. “Muitos dos nossos professores trabalham com projetos e ficaram empolgados com a ideia de participar. Eles vão se inscrever, com certeza!”.

 

“Joy!”: Coleção de Língua Inglesa da Editora Opet chega a Salvador

Setenta e seis mil estudantes da rede municipal de ensino de Salvador estão começando o ano letivo de 2020 com um material novo – e muito especial – para o ensino da Língua Inglesa. É a Coleção “Joy!, desenvolvida pela Editora Opet dentro do selo educacional Sefe, e que será utilizada por alunos dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) de quatrocentas escolas.

Na semana passada, a supervisora regional da Editora Opet para a Bahia, Selma Meirelles, e a professora Vera Rauta, autora da coleção e formadora pedagógica, estiveram reunidas com um grupo de cem professores de Língua Inglesa da rede municipal de ensino soteropolitana. O encontro aconteceu em Salvador e marcou a implantação dos materiais.

 “A receptividade não poderia ter sido melhor. Nós vimos os professores muito animados com a adoção dos materiais. Eles vieram, trouxeram suas dúvidas e as dificuldades que encontram no ensino do idioma. E acreditam que agora, com os livros e a metodologia, terão um suporte para o trabalho”, conta a professora Vera Rauta.

A autora dos livros da coleção “Joy!” observa, ainda, que os livros produzidos pela Editora Opet foram escolhidos pela prefeitura após uma análise cuidadosa de várias coleções disponíveis no mercado. “E os nossos livros foram escolhidos por estarem mais próximos do referencial teórico da cidade em relação ao ensino do Inglês.”

A supervisora regional da Editora Opet para a Bahia, Selma Meirelles, destaca a seriedade da proposta de Salvador em relação ao trabalho com a Língua Inglesa. “Em Salvador, todos os estudantes dos Anos Iniciais têm 50 minutos por semana de Inglês. Além disso, os professores têm formação acadêmica específica para o ensino da Língua Inglesa, o que é um diferencial.”

Selma acredita que, com a adoção da coleção “Joy!”, eles passam a ter, também, unidade de ensino. “Durante a formação, notamos a excelente receptividade em relação aos livros. Agora, eles dispõem de um material que vai ao encontro do que eles pensam em relação ao ensino da Língua Inglesa.”

As professoras Mariana Santos de Jesus e Ionara Novais, técnicas da Coordenadoria de Formação Pedagógica da Gerência de Currículo (da Diretoria Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Salvador), acompanharam a formação. Segundo elas, os professores se engajaram bastante e validaram a proposta de ensino interdisciplinar da Coleção. De acordo com Mariana e Ionara, os materiais podem contribuir para o ensino efetivo do Inglês a partir dos eixos da oralidade, leitura, escrita e reflexão sobre a língua.

Outros pontos destacados pelas técnicas da Secretaria são a proposta lúdica e as ilustrações adequadas à faixa etária dos anos dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, os materiais complementares de suporte audiovisuais (como DVDs e flashcards) e a qualidade do livro do professor, que oferece sugestões diversificadas e potenciais para a dinamização da prática docente. Todos esses aspectos atendem o conjunto de aprendizagens esperadas para o ensino de Língua Estrangeira dentro do Referencial Curricular Municipal para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental do Município de Salvador.

Nas capitais – Em 2019, Curitiba também adotou a coleção “Joy!”. Os livros e a metodologia foram utilizados por quatro mil estudantes dos Anos Iniciais da rede municipal pública de ensino, em um programa de estímulo ao bilinguismo.

Sobral e a Editora Opet renovam parceria para o 2º ano do Ensino Fundamental

A Editora Opet e a rede municipal de ensino de Sobral (CE) acabam de renovar uma parceria de grande sucesso! Desde o ano passado, dentro do selo educacional Sefe, a Editora fornece materiais didáticos para os estudantes, materiais e formações pedagógicas para os professores do 2º ano do Ensino Fundamental de Sobral. Um trabalho que envolve 2.500 estudantes e 85 professores e coordenadores pedagógicos.

Um detalhe importante: Sobral é referência nacional em educação, tendo alcançado a primeira colocação nacional do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o IDEB, com nota 9,1 na avaliação dos Anos Iniciais (1º ao 5º ano). E o 2º ano do Ensino Fundamental, etapa contemplada pela parceria, é estratégica em relação à alfabetização.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria entre a Editora Opet e Sobral. Para nós, é importante fazer parte de um trabalho de tamanha qualidade, que demonstra a força dos educadores do Brasil”, avalia a superintendente da Editora, Cristina Swiatovski. “Participar desse movimento oferecendo livros e formações pedagógicas, discutindo a educação na prática, nos faz avançar no trabalho com todos os parceiros da área pública.”

Exemplo – “Sobral é um exemplo de município que investe em educação e acredita que, por meio dela, podemos transformar uma sociedade. Para nós, é uma satisfação fazer parte dessa busca incessante por uma educação pública de qualidade”, diz a gestora pedagógica da Editora Opet, Cliciane Élen. “Nossos materiais e formações pedagógicas são desenvolvidos para contribuir de maneira significativa com o trabalho das secretarias municipais de ensino. Assim, ficamos muito felizes com mais um ano de parceria com o município de Sobral.”

O supervisor regional da Editora Opet para o Ceará, Glaylson Rodrigues, explica que, ao longo do ano passado, foram realizados quatro encontros formativos, nos quais os professores esclareceram dúvidas, dialogaram, trouxeram experiências e se aprofundaram em relação às possibilidades dos materiais da Coleção Caminhos e Vivências (do Sefe), utilizados em Sobral. Para 2020, as expectativas são as melhores.

“Queremos consolidar o trabalho realizado no ano passado, quando implantamos os materiais e as formações. Isso implica a ampliação dos serviços e o estímulo aos professores do segundo ano para que eles desenvolvam projetos de sucesso com os estudantes”, diz Glaylson. “É uma honra ser parceiro da melhor educação pública do Brasil.”

Vitrine – O gestor comercial da Editora Opet para o segmento público, Roberto Costacurta, destaca a receptividade dos materiais, formações e o olhar pedagógico Opet pela rede de ensino de Sobral. “É uma rede de ensino com um trabalho sólido e de muito tempo, que encontrou na Opet um sistema de ensino confiável. Um sistema de ensino que atendeu suas exigências metodológicas, formativas e de conteúdo. Isso nos deixa muito tranquilos quanto à qualidade do nosso trabalho, que pode e deve ser apresentado a outros municípios interessados em avançar na educação.”

 

 

 

 

Uma maratona de implantações no Nordeste!

O mês de janeiro foi de aproximação, envolvimento e muito trabalho por uma educação humana, cidadã e transformadora.

Nos Estados do Ceará, Paraíba, Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Norte, as assessoras pedagógicas Adriana Fialho e Janaína Bezerra coordenaram a implantação dos materiais e ferramentas Opet Soluções Educacionais em várias instituições privadas de ensino que, em 2020, passaram a ser nossas parceiras. Janaina e Adriana fazem parte do nosso time de atendimento pedagógico, que tem como compromisso a satisfação dos conveniados na utilização das soluções educacionais Opet.

No Ceará, as implantações envolveram os professores e as equipes gestoras dos colégios Vera Cristo (Juazeiro do Norte) e Nova Dimensão (Fortaleza). Na Paraíba, o Educandário Américo Mesquita (Piancó) e o Centro de Educação Brasileiro (João Pessoa). Em Sergipe, o Colégio Dom Bosco (Itabaiana). Em Pernambuco, o Educandário Nivaldo da Silva (Tamandaré), o Colégio AIO (Goiana), o Colégio Santa Cecília (Jaboatão dos Guararapes) e o Colégio Dom Hélder Câmara (Afogados da Ingazeira). E, no Rio Grande do Norte, o Colégio Plenitude (Angicos) e o Instituto da Criança (São Gonçalo do Amarante). Em algumas escolas, o trabalho teve a participação do consultor comercial Erick Feijó, responsável pelas parcerias.

“Ficamos muito felizes com a aproximação e, especialmente, com o encantamento dos professores e dos gestores pelos materiais da Editora Opet”, diz a assessora pedagógica Adriana Fialho. “Ao conhecer os materiais durante as implantações, eles perceberam a riqueza e o cuidado com que desenvolvemos o nosso trabalho. Em breve, com a plataforma digital Inspira, vão se encantar mais uma vez”, garante.

Para Janaína Bezerra, as implantações também mostraram a receptividade e as expectativas em relação ao trabalho com a Editora. “Os professores e as equipes gestoras receberam muito bem os materiais e a proposta pedagógica Opet.”

As implantações seguem em fevereiro, com parceiros que estão chegando agora. Confira algumas fotos das implantações!

Coleção Cidadania: um olhar diferenciado para o ensino da Arte

O ano letivo de 2020 está começando com uma mudança importante nos livros de Arte da Coleção Cidadania – Anos Iniciais (1º ao 5º ano) do selo Opet Soluções Educacionais (área privada). No segundo semestre do ano passado, os livros do componente curricular de Arte foram totalmente reformulados pela equipe editorial da Editora Opet. Um trabalho cuidadoso, realizado pela equipe editorial com apoio da equipe pedagógica, a participação das autoras, as professoras Cibele Bahr e Fátima Nogueira, e de uma analista crítica externa.

A editora Cristiane Marthendal de Oliveira foi a responsável pela coordenação do trabalho. Ela explica que, com a reformulação, os livros foram adequados ao que estabelece a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento normativo oficial que traz as competências e aprendizagens essenciais aos estudantes brasileiros no Ensino Fundamental. A BNCC é uma norma avançada, que segue parâmetros internacionais de qualidade em educação e traz a importância do desenvolvimento das competências socioemocionais.

“A BNCC destacou a importância das quatro linguagens da Arte, que são as Artes Visuais, a Música, a Dança e o Teatro. Com a reformulação dos livros da Coleção Cidadania, elas passaram a ser trabalhadas de forma integrada. Nesse processo, os conteúdos e os textos foram atualizados”, observa Cristiane.

O projeto gráfico também foi atualizado, em conformidade com o projeto da atual Coleção Cidadania. “Nos livros, as novas aberturas de Unidade introduzem o tema a ser trabalhado. Também foram criados ícones para as propostas que se relacionam com as linguagens da Arte”, explica Cristiane.

Outra preocupação foi com o Livro do Professor, que recebeu a inclusão de gabaritos e orientações didáticas em quinta cor. “Toda a fundamentação teórica foi revista e atualizada para que o trabalho docente fique em plena conformidade com a BNCC.”

Com as mudanças, o resultado é uma coleção que oferece os conteúdos de Arte com conhecimento, ludicidade, criatividade, inteligência e estímulo ao aprendizado. “A ideia é exatamente esta: oferecer aos professores e aos estudantes livros que estimulem o aprendizado, a curiosidade, a descoberta e a vivência das linguagens da Arte”, conclui Cristiane.

 

Tecnologia Educacional: formações digitais que aproximam

A Editora Opet está trabalhando muito para desenvolver ferramentas tecnológicas que nos aproximem ainda mais dos nossos parceiros. Uma dessas tecnologias, que tem o suporte do laboratório multimídia que inauguramos no ano passado, é a das formações pedagógicas online, que ampliam o trabalho presencial feito nas escolas pelos assessores da Editora.

Em janeiro, quando muitos dos nossos parceiros privados iniciam o ano letivo, essas formações vêm ganhando espaço. “Como se trata de um período estratégico, de retorno às aulas, estar perto das escolas é um lema da Editora”, explica Cliciane Élen, gerente pedagógica da Editora. Para isso, valem a presença física, nas formações presenciais e as interações digitais.

 “Algumas escolas da rede privada precisam de apoio para organizar seus planejamentos, pensar em novas ações e até tirar dúvidas sobre os nossos materiais”, explica Cliciane. “Graças à tecnologia, em um instante estamos conectados com os professores, diretamente do nosso estúdio.”

Aproximação – No início de janeiro, os professores e gestores da Escola Sucesso Bilíngue e do Colégio Conceito Bilíngue, parceiros Opet em Macapá (AP), “inauguraram” o calendário de 2020 das formações pedagógicas presenciais da Editora. Ambas as instituições pertencem aos mesmos mantenedores e, no caso do Colégio Conceito, é um centro educacional novo, que já em seu primeiro ano de existência aderiu ao sistema de ensino Opet.

Na última semana, como uma extensão do trabalho presencial, os professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental – Anos Iniciais de ambas as escolas participaram de uma formação online que conectou a sede da Editora em Curitiba à capital amapaense.

Eles acompanharam um módulo audiovisual produzido pela Editora sobre as formas de correção a partir do uso dos materiais Opet e, depois, participaram de uma conversa com a supervisora pedagógica Rúbia Cristina da Costa e a supervisora regional Daiane Veiga.

“Eu considerei essa formação incrível, que ampliou o trabalho que já havíamos feito presencialmente nas escolas. Os professores tiveram uma oportunidade de tirar dúvidas e de enriquecer seus conhecimentos”, avalia Daiane. Segundo ela, as formações online reforçam uma das principais características do nosso trabalho, que é o da aproximação. Ela também destacou a facilidade da formação – com um mínimo de organização prévia, o trabalho fluiu sem interrupções.

“A Editora Opet tem como conceito a ideia de que a educação aproxima, e é isso que estamos fazendo”, observa a supervisora pedagógica Rúbia Cristina. “O uso da tecnologia é significativo. Não substituímos o olho no olho, o pegar na mão ou o abraço. Mas conseguimos, de forma significativa, estar perto também”. Em sua avaliação, esse é um processo cultural que vai crescer cada vez mais. “Com a tecnologia, nos aproximamos a partir da distância.”

Tecnologia que aproxima – Para a gestora Cliciane Élen, as formações e o trabalho de assessoria online mostram que é possível utilizar as novas tecnologias para uma educação mais próxima e humanizada. “A tecnologia precisa ser entendida como um facilitador das relações. Quando é bem utilizada, ela aproxima, sim, as pessoas!”, observa. Um movimento que, na Editora Opet, está ganhando força, com a implementação da Plataforma Inspira, atualmente em fase de homologação e que, em breve, vai chegar às nossas escolas parceiras.

 

Pedagógico Opet participa de formação para o uso da nova agenda digital

Neste ano letivo de 2020, a Editora Opet está avançando em relação ao uso das tecnologias educacionais. A proposta é fazer com que as novas tecnologias funcionem como ferramentas poderosas para uma educação mais humana, cidadã, transformadora e inovadora.

Dentro dessa proposta, na última quinta-feira (15) a equipe pedagógica participou de uma formação para o uso do aplicativo Agenda Opet (com tecnologia IsCool®), que será incorporado à plataforma digital Opet Inspira.

O aplicativo, como explica a gestora pedagógica Cliciane Élen, é uma agenda digital com muitos recursos e uso amigável, que vai facilitar o trabalho de professores e gestores. Em uma primeira etapa, ela estará disponível para os parceiros do segmento privado.

“A Agenda é uma ferramenta muito útil, que abrange vários elementos do dia a dia das escolas, além de ser um meio de comunicação seguro e dinâmico entre família e a equipe de gestão escolar.”

Entre esses elementos estão comunicados, notícias da escola com uma galeria de fotos, enquetes e pesquisas, agenda e registro de atividades escolares, calendário de eventos, pedidos de autorização para familiares.

Com o treinamento realizado pela equipe da IsCool App, a equipe pedagógica vivenciou a experiência de utilizar o aplicativo e conhecer a potencialidade das suas funcionalidades. “Estamos ansiosos para compartilhar essa ferramenta com os nossos professores, gestores e familiares das escolas conveniadas.”

Escolha acertada – O coordenador de Tecnologias Educacionais da Editora, Luciano Rocha, explica que a escolha da tecnologia IsCool para o aplicativo da agenda se deve ao seu nível de qualidade. “Uma plataforma como a Inspira, que a partir deste ano vai ser a grande ferramenta de tecnologia das escolas conveniadas à Editora Opet, oferece recursos próprios e também agrega o que existe de melhor no mercado. Essa gestão da tecnologia nos permite oferecer o que há de melhor, de mais moderno, aos nossos parceiros.”

A Inspira – Plataforma Educacional, explica Luciano, também vai incorporar outra tecnologia de grande sucesso, a da Prova Fácil®, que oferece uma série de recursos online para a produção e a correção de provas e avaliações.

No caso da Agenda Digital, Luciano observa que havia uma demanda muito grande, em especial por parte das escolas que oferecem Educação Infantil, de um aplicativo que permitisse a possibilidade de comunicação direta entre a escola e as famílias. “Com o aplicativo, garantimos essa comunicação e, também, outros recursos de acompanhamento do dia-a-dia das crianças na escola.”

Em funcionamento – Neste momento, como explica o coordenador de Tecnologia Educacional da Editora, a plataforma Inspira está em fase de homologação. São os últimos passos antes da entrada em pleno funcionamento, o que vai acontecer nos próximos dias. Na primeira etapa, a plataforma estará disponível para o segmento privado, cujo calendário começa um pouco mais cedo. Na sequência, será disponibilizada para os parceiros das escolas da rede pública.